Foto: Divulgação/ Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte
Foto: Divulgação/ Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte

O Tribunal de Justiça do Ceará considerou ilegal a greve dos servidores municipais da Saúde de Juazeiro do Norte e determinou aos servidores que aderiram à paralisação o retorno imediato às atividades, sob pena de multa diária de R$ 2 mil. A decisão foi proferida pelo desembargador Washington Luís Bezerra de Araújo, nessa quinta-feira (13.jan.2022).

Na decisão interlocutória, o magistrado considera a existência de ‘um processo negocial em curso’ o que tornaria, segundo ele, ilegal a deflagração do movimento paredista’. Washington argumenta também que a greve ‘ganha contornos de ilegalidade, pois a humanidade enfrenta uma crise pandêmica agravada pelo surgimento de novas variantes virais’.

“Existe um grave problema de saúde pública, e o bem-estar da população deve ser a prioridade da Administração, bem como dos servidores em greve ou não. O movimento grevista representa um risco à continuidade de serviços públicos essenciais”.

Em nota, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte informou que, até o momento, não foi notificado de nenhuma decisão judicial. “Havendo decisão judicial e após a devida notificação, a Diretoria e sua assessoria jurídica avaliarão o seu conteúdo”, diz a entidade.

| Fique por dentro das principais notícias do dia! Siga-nos nFACEBOOK e INSTAGRAM!