Vereador Márcio Joias - Foto: Josimar Segundo/ CMJN
Vereador Márcio Joias - Foto: Josimar Segundo/ CMJN

Um comentário da vereadora Jacqueline Gouveia (Republicanos) acabou provocando uma declaração polêmica do vereador Márcio Joias (PTB), na sessão dessa terça-feira (21.dez.2021), na Câmara Municipal de Juazeiro do Norte.

Ao justificar o voto contrário ao projeto que amplia cargos e reajusta salário de servidores da Câmara, Jacqueline soltou uma indireta para os vereadores que se abstiveram do voto: Márcio Joias (PTB), Fábio do Gás (Rede) e Rafael Cearense (Podemos).

“Se abster de um projeto desse é estar sendo favorável e com medo de votar a favor”, alfinetou a vereadora.

O comentário causou incômodo, principalmente, a Márcio Joias, que afirmou que a abstenção é uma prerrogativa do vereador. Para completar, o petebista jogou no ventilador um suposto esquema de compra de votos para eleição “de presidente”, provavelmente em referência à presidência da Mesa Diretora.

“Eu não recebo dinheiro para votar em presidente nenhum, como tem certas pessoas que recebem e ficam no muro. Eu não fico em cima do muro e não recebo nada”, disparou o vereador.

Márcio, que teve o microfone cortado, deixou no ar uma série de questionamentos. Ele não citou nomes, tampouco deixou claro se isso ocorreu em um pleito passado ou é articulado para a eleição vindoura, além de não ter justificado o porquê de não ter feito uma denúncia no Ministério Público. 

ASSISTA:



| Quer ficar por dentro das principais notícias do dia? Siga-nos no FACEBOOK e INSTAGRAM!