Agentes da Polícia Federal - Marcelo Camargo/Agência Brasil
Agentes da Polícia Federal - Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta terça-feira (7.dez.2021) a Operação “Fruto de Espinho 2”, que apura fraude em licitação, lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos federais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) em Juazeiro do Norte. Policiais federais cumpriram três mandados de busca e apreensão em Fortaleza e Jati, no Cariri.

Nesta segunda fase da operação, deflagrada pela primeira vez em julho do ano passado, investiga-se corrupção e lavagem de dinheiro na aquisição de apartamentos de luxo no bairro Lagoa Seca e destinação de unidades, ou equivalente em dinheiro, como forma de propina a um ex-prefeito de Juazeiro do Norte, que ainda não teve seu nome revelado pela PF.

As investigações da “Fruto de Espinho” foram iniciadas em 2019, sendo identificados indícios de esquema criminoso que beneficiou uma empresa que recebeu, segundo as investigações, R$ 6,2 milhões, por meio de dois processos de inexigibilidade de licitação da prefeitura de Juazeiro do Norte, nos anos de 2017 e 2018, com possível favorecimento ilícito de agentes políticos e manobras com vistas à lavagem de dinheiro.

As investigações continuam com análise do material apreendido na operação policial. Os investigados nesta fase da operação poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de lavagem de dinheiro, estelionato qualificado, corrupção ativa e passiva e peculato.

| Fique por dentro das principais notícias do dia! Siga-nos no FACEBOOK e INSTAGRAM!