Justiça e oposição impõem derrota à base de Dr. Guilherme na Câmara de Barbalha

Diretoria de sindicato e vereadores de oposição comemoram suspenção do projeto - Foto: Reprodução
Diretoria de sindicato e vereadores de oposição comemoram suspenção do projeto - Foto: Reprodução

Mesmo em minoria, a bancada de oposição conseguiu impor uma derrota à base do prefeito Dr. Guilherme Saraiva (PDT), na Câmara de Barbalha. Quase uma semana após a sessão tumultuada que aprovou projeto que desobriga o regime celetista no Município, a oposição foi à Justiça e conseguiu nesta quinta-feira (15.dez.2021) a suspensão temporária da matéria.

Conforme o despacho da juíza Ana Carolina Montenegro Cavalcanti, da 2ª Vara da Comarca de Barbalha, a tramitação do projeto fica suspensa até o julgamento da ação, sob imposição de multa diária de R$ 100 mil por eventual descumprimento, limitado ao valor de R$ 100 mil. A magistrada considerou que o regimento interno da Casa foi descumprido, pois uma comissão especial não foi criada para discutir o projeto.

A decisão foi comemorada pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Barbalha (Sindmub) e pelos quatro parlamentares que ingressaram com pedido de tutela provisória de urgência: Rildo Teles, Bosco Vidal, Tárcio Honorato e Farrim.

A suspensão do trâmite da emenda – de origem do Poder Executivo – soou como uma derrota para o prefeito Dr. Guilherme, que além da incerteza sobre o futuro do projeto, acabou sofrendo um desgaste junto aos servidores municipais. Assim como os vereadores da base, que haviam aprovado a matéria sob vaias e coros de ‘vergonha’.



| Quer ficar por dentro das principais notícias do dia? Siga-nos no FACEBOOK e INSTAGRAM!


Postar um comentário

0 Comentários