Juazeiro do Norte: Secretário é acusado de perseguir servidores da Secretaria de Finanças

Secretário de Finanças de Juazeiro do Norte, Paulo André de Lima - Foto: Divulgação
Secretário de Finanças de Juazeiro do Norte, Paulo André de Lima - Foto: Divulgação

O remanejamento de cinco servidores da Secretaria de Finanças (Sefin) de Juazeiro do Norte pautou as discussões na Câmara Municipal nesta quinta-feira (11.nov.2021). O titular da pasta, Paulo André de Lima, foi acusado por vereadores de perseguição e assédio moral. Segundo parlamentares, o marido de uma servidora chegou a procurar o secretário 'para tomar satisfações'.

Líder do prefeito na Câmara, Rafael Cearense (Podemos) saiu em defesa de Paulo André e leu um esclarecimento enviado pelo secretário. No texto, Paulo André defende que as mudanças foram necessárias para atender ao teto da folha de pagamento, fixado em 54% pela Lei de Responsabilidade Fiscal

A justificativa não convenceu o vereador Capitão Vieira Neto (PTB), que classificou os atos do secretário como ‘perseguição’. “Eu queria entender a motivação do secretário em tirar essas pessoas. É desvio de conduta? Abra um procedimento administrativo para apurar. Ou é perseguição?”, questionou.

Para reforçar as críticas a Paulo André, Vieira Neto reacendeu ainda uma polêmica que envolveu o secretário em janeiro deste ano. À época, Paulo André assumira ter solicitado e recebido parcelas do Auxílio Emergencial do Governo Federal.

“Não respeitou o povo brasileiro quando se inscreveu para receber um auxílio emergencial de forma irregular, tirando de pessoas que não têm condições. O senhor é quem deveria ser punido. O senhor que fala três idiomas, várias formaturas, escritório de contabilidade, escritório de advocacia, se inscrever para receber um auxílio emergencial”, criticou o vereador. 



| Quer ficar por dentro das principais notícias do dia? Siga-nos no FACEBOOK e INSTAGRAM!


Postar um comentário

0 Comentários