Paulo André (à esquerda) na Tribuna da Câmara de Juazeiro do Norte - Foto: Josimar Segundo/ CMJN
Paulo André (à esquerda) na Tribuna da Câmara de Juazeiro do Norte - Foto: Josimar Segundo/ CMJN

Atendendo à convocação da Câmara de Vereadores, o secretário de Finanças de Juazeiro do Norte, Paulo André Lima, negou nesta terça-feira (23.nov.2021) que tenha praticado assédio moral e perseguição contra servidores ‘devolvidos’ para outras pastas da administração municipal.

ENTENDA: Secretário é acusado de perseguir servidores da Secretaria de Finanças

Segundo parlamentares, o marido de uma servidora remanejada chegou a procurar o secretário ‘para tomar satisfações’. Aos vereadores, Paulo André se defendeu das acusações e disse que chegou a sofrer ameaças de morte.

“Eu fui ameaçado de morte. Meu carro foi chutado. A pessoa veio para cima de mim e eu não consegui entrar na Sefin [Secretaria de Finanças]”, relatou o secretário. “Em nenhum momento persegui servidor. Não sou político, estou aqui por uma chuva a pedido do [prefeito] Glêdson”, acrescentou.

Sobre a devolução dos servidores às secretarias de origem, o titular das Finanças defendeu a necessidade de enxugar gastos públicos. Ele informou que o setor de arrecadação tem atualmente 70 servidores, mas garantiu que apenas 40 são suficientes para ‘rodar’ a pasta.



| Quer ficar por dentro das principais notícias do dia? Siga-nos no FACEBOOK e INSTAGRAM!