Nova sede da Câmara de Juazeiro do Norte - Foto: Reprodução
Nova sede da Câmara de Juazeiro do Norte - Foto: Reprodução

Darlan Lobo (PTB), Capitão Vieira Neto (PTB) e Beto Primo (PSDB) – alvos da Operação “Públio Vatínio” – estão proibidos de entrar nas sedes da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte, conforme ofício da Vara de Delitos de Organizações Criminosas, que ainda determina a suspensão imediata de suas funções públicas, bem como o cancelamento dos acessos a computadores, redes e sistemas vinculados ao órgão.

Mesmo afastados, os vereadores investigados pela Polícia Civil devem continuar recebendo salários dos cofres públicos municipais. A informação foi confirmada pelo procurador da Câmara de Juazeiro do Norte, Erivaldo Oliveira, e é prevista no Regimento Interno do Poder Legislativo Municipal.

Os salários dos três parlamentares somam R$ 31 mil por mês – considerando os valores brutos referentes a outubro deste ano. Os cinco meses de afastamento (180 dias) totalizam R$ 155 mil.

Darlan Lobo (Presidente) - R$ 12.661,12;
Capitão Vieira Neto (1º vice-presidente) - R$ 10.343,00;
Beto Primo (Vereador) - R$ 10.013,00.

Clique aqui para conferir todas as matérias relacionadas à Operação Públio Vatínio.

| Quer ficar por dentro das principais notícias do dia? Siga-nos no FACEBOOK e INSTAGRAM!