Glêdson não descarta privatizações em Juazeiro: “É uma alternativa”

Prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra - Foto: Reprodução/ Facebook
Prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra - Foto: Reprodução/ Facebook

Reconhecendo a escassez de recursos para iniciar e concluir obras, o prefeito de Juazeiro do NorteGlêdson Bezerra (Podemos), disse nesta segunda-feira (22.nov.2021) que as privatizações de equipamentos públicos são uma alternativa a ser estudada. O prefeito, no entanto, reconhece que essa possibilidade deve ser discutida com cuidado para que a população não seja prejudicada.

“É uma baita alternativa. Se a gente já entrega um prédio equipado, organizado, então, no gerencial, aquilo que render lá dentro eles devolvem para o município em forma de recursos, mas se a gente não consegue esses recursos, é uma alternativa sim”, disse o prefeito juazeirense em entrevista ao repórter Pedro Silva, da rádio Tempo FM.

Entre as obras paradas ou não iniciadas, Glêdson citou o Parque de Eventos Padre Cícero. Segundo ele, a reforma do espaço deve custar mais de R$ 2,5 milhões, mas a Prefeitura não tem fôlego financeiro para executá-la com investimento próprio. Em caso de insucesso na busca de recursos nos governos Estadual e Federal, Glêdson considerou a privatização como uma ‘baita alternativa’.

“[O parque] precisa de mais de R$ 2,5 milhões para ficar no jeito e quem sabe até mais. Não temos recursos próprios para fazer todas essas reformas, nós vamos buscar ajuda dos poderes federal, estadual, vamos ver o que é que pode conseguir a partir daí”, justificou.

“É importante dialogar com a iniciativa privada, ver investidores que tenham recursos para fazer uma ampla reforma e eles explorarem aquilo ali, mas a gente tem que ter cuidado para que os preços públicos cobrados não deixem a população de fora, para a população mais carente ter acesso e ter condições também do seu lazer”, completou o prefeito.

| Quer ficar por dentro das principais notícias do dia? Siga-nos no FACEBOOK e INSTAGRAM!


Postar um comentário

0 Comentários