Vereador Claudinor Mota - Foto: Josimar Segundo/ CMJN
Vereador Claudionor Mota - Foto: Josimar Segundo/ CMJN

O vereador Claudionor Mota (PMN) negou que tenha sido agredido por Yury do Paredão e afirmou, logo após a sessão dessa quinta-feira (4.nov.2021), que o empresário apenas tocou no seu ombro e isso gerou um mal-entendido.

“Não aconteceu nada. Ele me chamou para conversar [...] Ele pegou no meu ombro e saiu levando pra gente ir pro estacionamento conversar. Eu acho que o guarda viu que ele pegou no meu ombro pensou que... não sei o que ele entendeu”, disse o parlamentar ao radialista Murilo Siqueira.

A versão, no entanto, é diferente da relatada pelo guarda municipal Sérgio Monteiro, que diz ter presenciado as agressões. Segundo ele, Yury empurrou o vereador contra uma parede e, em seguida, contra um carro.

“Houve realmente [as agressões]. Se o vereador vai negar, é problema dele”, disse o GCM.

Segundo testemunhas, a suposta agressão ocorreu logo após o vereador retirar sua subscrição do projeto de emenda ao Regimento Interno da Câmara de Juazeiro do Norte, que prevê a antecipação da eleição da Mesa Diretora para 20 de dezembro. A proposta é de autoria da vereadora Yanny Brena (PL), irmã de Yury.

| Quer ficar por dentro das principais notícias do dia? Siga-nos no FACEBOOK e INSTAGRAM!