Vereador William Bazílio deverá assumir presidência interina da Câmara de Juazeiro do Norte - Foto: Josimar Segundo/ CMJN
Vereador William Bazílio deverá assumir presidência interina da Câmara de Juazeiro do Norte - Foto: Josimar Segundo/ CMJN

Com três vereadores na mira da operação “Públio Vatínio”, a Câmara Municipal de Juazeiro do Norte deverá ter nova configuração a partir desta quinta-feira (18.nov.2021). A expectativa é de que a Justiça determine ainda hoje o afastamento liminar dos três parlamentares investigados, abrindo espaço para três suplentes.

A presidência da Câmara, por exemplo, deve cair no colo do 2º vice-presidente, vereador William Bazílio (PMN), o Bilinha. Isso porque, entre os investigados, estão o presidente Darlan Lobo (PTB) e o 1º vice-presidente Capitão Vieira Neto (PTB), além de Beto Primo (PSDB), informação confirmada há pouco pelo procurador da Câmara de Juazeiro do Norte, Dr. Erivaldo, à rádio Tempo FM.

“O delegado confirmou que existe sim essa decisão que a Câmara vai receber no início da tarde de hoje a decisão do juiz com os afastamentos dos vereadores citados. Quem vai ficar na presidência é o 2º vice-presidente, o vereador Bilinha. Ele certamente vai encaminhar para assessoria jurídica. Nós temos que verificar o prazo de afastamento, porque a convocação de suplente somente se dá por prazo superior a 120 dias”, disse Erivaldo.

Clique aqui para conferir todas as matérias sobre a Operação Públio Vatínio.

Nova configuração

Em um eventual afastamento superior a 120 dias, o PTB tem asseguradas duas cadeiras para as vagas de Darlan e Vieira Neto: Auricélia Bezerra (2.187 votos) e Romão França (1.112 votos). No PSDB, a primeira suplência é de Jesualdo Duarte (829 votos), que poderá assumir o assento de Beto Primo até a conclusão das investigações.

LEIA TAMBÉM:
Operação da Polícia Civil mira três vereadores de Juazeiro do Norte
Jornalista adianta quem são os três vereadores alvos da “Públio Vatínio”