Pedro Bezerra, Fernando Santana e Rafael Branco
Pedro Bezerra, Fernando Santana e Rafael Branco - Foto: Reprodução
O retorno das vaquejadas é alvo de controvérsias entre parlamentares cearenses. Na quinta-feira (20.mai.2021), a Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE) aprovou requerimento do deputado estadual Danniel Oliveira (MDB) que solicita a inclusão da atividade no plano de retomada gradual no Estado.

O deputado Pedro Bezerra (PTB) é um dos principais defensores da volta das vaquejadas no Ceará. Ele esteve reunido com organizadores e vaqueiros, no início deste mês, para discutir a possiblidade de levar ao governador Camilo Santana (PT) um pedido de liberação dos eventos, ainda que sem público.

“A vaquejada não apenas é um traço cultural forte que corre nas veias de todo nordestino, como também é uma atividade econômica que gera emprego e renda para muitas pessoas. Respeitando as regras e protocolos sanitários vigentes essa grande tradição vai poder voltar a trazer alegria para nossa gente”, avalia o parlamentar.



Recém-chegado à AL-CE, Rafael Branco (MDB) se diz a favor da retomada das vaquejadas, mas com ressalvas. “Tem que voltar, mas é preciso ver como estão os números da Covid. Tem que ser no momento oportuno. Se hoje os dados indicam que é possível, apoio totalmente”, considera o deputado.

Já o deputado Fernando Santana (PT) avalia que a maioria dos municípios cearenses não estão prontos para o retorno das vaquejadas. Uma possiblidade, segundo o parlamentar, é a realização de eventos sem público, mas considera difícil conter a participação de espectadores.

“Acho que não é momento de retornar, alguns municípios ainda estão colapso. A não ser que esse retorno seja sem a participação de público, mas é muito difícil uma vaquejada não ter público. Acho que pode esperar um pouco mais”.