O vereador Gabriel Figueiredo
O vereador Gabriel Figueiredo -- Foto: Reprodução
O vereador cratense Gabriel Figueiredo (Pros) se defendeu das acusações de ameaça e agressão relatadas pelo blogueiro Ismael da Silva em Boletim de Ocorrência registrado no último sábado (15.mai.2021), na Delegacia de Polícia Civil do Crato. À polícia, a suposta vítima relatou que teve a casa invadida pelo parlamentar e recebeu um tapa no rosto. Gabriel nega as acusações.

“Fui alvo de fake news, de mentiras, e de atitudes irresponsáveis e estou procurando os responsáveis por isso. A pessoa que diretamente fez isso comigo [Ismael] para mim essa pessoa é um coitado, que está sendo manuseado. Eu fico muito triste, mas a gente tem que agir pelo correto”, lamentou o vereador na sessão desta segunda-feira (17.mai).

O presidente da Casa, vereador Florisval Coriolano (PRTB), saiu em defesa do colega. “Fica aqui o nosso apoio e nossa solidariedade a todos os vereadores que sofram de fake news. Eu acho que tem que procurar os direitos. Esse negócio de fake news é muito ruim porque quando colocam isso nas redes sociais fica muito difícil de desfazer. Eu conheço o senhor desde 2012 e sei muito bem das suas atitudes”, disse.

Após a sessão, Gabriel concedeu entrevista ao radiojornal Notícias Cariri, da Gospel FM. Na ocasião, o jornalista Rafael Boaventura revelou que o empresário Márcio Bilhar é o responsável por “requentar” a acusação do #ExposedCariri contra Gabriel. Segundo ele, Ismael teria confessado que recebeu dinheiro de Bilhar para republicar tal acusação contra o parlamentar.

“Vocês que estão querendo me atingir, vocês não vão conseguir. Eu não tenho histórico criminal. Esse fato das pessoas divulgarem essas coisas falsas sobre a minha pessoa. [Na época] eu busquei a delegacia, fiz o boletim de ocorrência e inclusive processei o site que tava divulgando isso. Porque isso é uma injustiça”, afirmou o vereador.

Embora tenha confirmado que foi à casa de Ismael, Gabriel disse que o procurou com a intenção de conversar, e negou que tenha agredido ou ameaçado o blogueiro com uma arma de fogo. Ismael, por sua vez, narrou no B.O. que recebeu um tapa no rosto e que Gabriel estava armado com uma pistola.

“Eu fui sim na casa do Ismael. Me deixa muito indignado de ir tentar  conversar e ele ficar propagando mentiras dizendo que eu bati nele. No próprio boletim de ocorrência não tem nada sobre isso, que não tem nenhuma marca de agressão. Ficar falando que eu andei armado, eu sequer tenho porte arma, pra que que eu vou estar andando armado? Isso vai ser responsabilizado judicialmente. Pessoas grandes estão querendo me atingir”, completou.