Capitão Wagner cumpriu agenda política na Região Centro-Sul
Capitão Wagner cumpriu agenda política na Região Centro-Sul - Foto: Divulgação
Ao cumprir agenda política no Centro-Sul, o deputado federal Capitão Wagner (Pros) se colocou como potencial nome da oposição para concorrer à sucessão do governador Camilo Santana (PT), em 2022. Em Iguatu, o parlamentar sinalizou neste sábado (29.mai.2021) que vai abrir mão de uma ‘confortável’ reeleição à Câmara Federal, para entrar no páreo da disputa ao Palácio da Abolição.

LEIA TAMBÉM: Prefeito de Iguatu se distancia de Camilo e flerta com oposição

“A decisão vai ser tomada em grupo, mas estou colocando o meu nome à disposição a partir desse evento em Iguatu. É muito mais fácil disputar eleição para deputado, para mim seria confortável pessoalmente, mas eu não me sentiria bem ao não ter oposição com candidatura forte no próximo ano”, disse o deputado ao site Iguatu.Net.

Ele ainda mencionou prefeitos que devem fortalecer a sua candidatura ao Governo do Estado. Entre os nomes, o do prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra (Podemos). “A gente tem essa responsabilidade junto com vários outros líderes: o prefeito de Juazeiro [Glêdson], de Caucaia [Vitor Valim], Maracanaú [Roberto Pessoa] para formar essa chapa e mostrar que temos opção viável na oposição”.



LEIA TAMBÉM:
• Capitão Wagner cita Argemiro, Bender e Glêdson como potenciais candidatos ao Abolição
• Zé Airton revela interesse em concorrer ao Abolição com apoio de Eunício
• Eunício confirma que será candidato: “Me sinto na obrigação”

| Receba as últimas do EmOFF direto no seu WhatsApp! Peça a inclusão do seu número em nossa lista de transmissão.