O vereador Janu (Republicanos). Foto: Reprodução/ Instagram

O vereador Janu, do Republicanos, afirmou na sessão desta quinta-feira (22.abr.2021) que a licitação do lixo, aberta pela Prefeitura de Juazeiro do Norte, “foi criada para favorecer quem bancou a campanha” do prefeito Glêdson Bezerra (Podemos). Na última terça (20), o Tribunal de Contas do Estado (TCE) suspendeu o certame por “violação do princípio da competitividade”.

O parlamentar citou o empresário Gilmar Bender como 'carta marcada' para vencer a licitação. Ele mencionou a cláusula nº 4.3 do processo licitatório que prevê a não admissão de empresas sob a forma de consórcio, norma que dificultaria a participação de um número maior de interessados.

“É bem claro que a licitação do lixo foi criada para favorecer quem bancou a campanha do prefeito Glêdson, provavelmente o empresário Gilmar Bender, porque era o único que atendia às qualificações do chamamento”, denunciou. “É uma prova que a campanha seria paga dessa maneira, através de irregularidades e licitações fraudulentas”, completou o vereador.

Preterido pelo PDT e impossibilitado de ser candidato, Bender doou, em 2020, o valor de R$ 255 mil para a campanha do então candidato Glêdson Bezerra, eleito com pouco mais de 50% dos votos. O empresário emplacou ainda o seu genro Diogo Machado na Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos (Semasp). 

LEIA TAMBÉM:
“Estamos dando um baita exemplo para Juazeiro”, diz Glêdson em resposta à CPI das Contratações
| CPI vai apurar “farra de contratos” na Prefeitura de Juazeiro do Norte
Zé Ailton aconselha vereador: “deixe disso, é feio mentiras”