Glêdson diz que será duro com Idab, mas pede paciência

O prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra
O prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra (Foto: Reprodução/ Facebook)
O prefeito Glêdson Bezerra (Podemos) disse nesta sexta-feira (16.abr.2021) que está ‘na cola’ do Instituto Diva Alves do Brasil (Idab). O objetivo, segundo ele, é pressionar a empresa para que ela resolva cobranças relacionadas, principalmente, à contratação de pessoal.

Em março, a Organização Social (OS) assumiu o controle do Hospital São Lucas e da UPA do Limoeiro, em Juazeiro do Norte. Apesar de pouco tempo à frente dos dois equipamentos, a empresa já é alvo de inúmeras denúncias apresentadas na Câmara de Vereadores.

| Acompanhe o EmOFF no FacebookInstagram e Twitter.

Ciente da enxurrada de acusações contra a OS, Glêdson pediu paciência e assegurou que fará marcação cerrada. À FM Padre Cícero, o gestor juazeirense disse que “30 dias [tempo no qual a empresa assumiu os dois equipamentos] é um período de ajuste, de organização, mas nós estamos na cola para que ela resolva o quanto antes essa situação”.

Glêdson reforçou que a empresa está em fase de adequação, mas prometeu ser duro caso ela não regularize a prestação dos serviços. O prefeito, no entanto, não definiu um prazo. “Se ela se adequar fica, se não se adequar, vai cair fora, mas a gente não pode também de uma hora para outra cobrar todo o resultado do mundo de alguém que chegou agora”, afirmou Glêdson Bezerra.


LEIA TAMBÉM:
Glêdson faz tour por rádios para apresentar balanço dos 100 dias de gestão
Zé Ailton concorda que monumento de Fátima “é feio” e anuncia novo modelo da imagem
“Camilo pode ter aspirações para ser presidente”, diz Lula



Postar um comentário

0 Comentários