Donos de construções procuram vereadores para comprovar posse de terrenos; Darlan diz que operação é “abuso de poder”

Reunião ocorreu na Câmara de Juazeiro do Norte.
Reunião ocorreu na Câmara de Juazeiro do Norte. (Foto: Reprodução)
Vereadores e secretários municipais estiveram reunidos nesta segunda-feira (19.abr.2021) com atingidos pela operação que demoliu construções sob áreas institucionais e de preservação ambiental, desencadeada no último sábado (17), no bairro Frei Damião, em Juazeiro do Norte.

No encontro, supostos proprietários alegaram que não invadiram as áreas e apresentaram documentos que, segundo eles, comprovam o pagamento e a posse dos imóveis, como faturas de água e energia elétrica e pagamento de impostos municipais.

| Acompanhe o EmOFF no FacebookInstagram e Twitter.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Darlan Lobo (PTB), considerou que a operação ocorreu de forma ilegal e a classificou como “abuso de poder”. “Não tem nem um invasor, todos compraram e pagaram, alguns até parcelado”, afirmou.

Darlan disse ainda que a Prefeitura deveria investigar “quem vendeu as áreas do município”, em vez de agir “com agressão, com invasão, com demolição, derrubando o suor do povo”, completou.

Ao fim da reunião, o vereador Capitão Vieira Neto (PTB) disse que vai fazer uma representação à Polícia Civil para identificar as pessoas que venderam os terrenos, bem como apurar a conduta do Município na operação de reintegração de posse.

LEIA TAMBÉM:
| 
“Camilo pode ter aspirações para ser presidente”, diz Lula
Tasso é convidado para disputar Planalto
Ciro rasga elogios a Tasso e põe em xeque apoio à candidatura de Camilo ao Senado


Postar um comentário

0 Comentários