Vacinação em Juazeiro do Norte
(Foto: Divulgação/ Prefeitura de Juazeiro do Norte)
A Justiça Federal (JF) atendeu a ação ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) e determinou que a Prefeitura de Juazeiro do Norte adote medidas de transparência no processo de vacinação contra a covid-19. A decisão é do juiz Flávio Marcondes Soares Rodrigues, da 16ª Vara Federal da Seção Judiciária do Ceará.

Nela, a JF dá o prazo de 5 dias para o município disponibilizar uma lista com as informações relativas ao nome e ao grupo prioritário a que pertencem todas as pessoas já vacinadas, data da vacinação, e número de lote da vacina aplicada, com alimentação diária das informações.

O município deve ainda elaborar boletim diário com o número total de vacinas recebidas e o número de vacinas aplicadas, por grupo prioritário, com cálculo do percentual atingido de vacinas recebidas e aplicadas, e ainda quantas pessoas foram vacinadas diariamente, com envio das informações para a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa).

LEIA TAMBÉM:
• Castramóvel vai iniciar castrações a partir de abril, garante prefeito
• Fachin nega recurso de Fechine e determina novas eleições em Missão Velha
• Roberto Jefferson troca Pedro Bezerra por filho do deputado Delegado Cavalcante