Bandeira de Juazeiro do Norte (Foto: Reprodução/ Facebook)
O prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra (Podemos), baixou nesta quinta-feira (11.fev.2021) decreto de prorrogação do estado de emergência e isolamento social no município. O documento estabelece medidas preventivas direcionadas a evitar a disseminação da covid-19. As medidas começam a vigorar a partir desta sexta-feira (12.fev) e se estendem até o dia 19 de março.

Entre as normas está a proibição da venda e distribuição de bebidas alcoólicas, no varejo ou atacado, inclusive por serviço de entrega. O objetivo, segundo o Decreto, é inibir aglomerações e controlar ocorrência de festas clandestinas.

LEIA TAMBÉM:
• “Uma das decisões mais difíceis da minha vida”, diz Glêdson após não aderir ao lockdown
• Glêdson anuncia pagamento da folha salarial de comissionados referente a dezembro
• Prefeitos do Cariri decidem não aderir ao lockdown

O Decreto Municipal ainda prevê aplicação de multa para pessoas e empresas que venham a descumprir medidas preventivas à covid-19. Para pessoa física a pena é no valor de R$ 200,00. Caso haja descumprimento por parte de pessoa jurídica, a multa varia entre R$ 1 mil a R$ 10 mil.

De acordo com o procurador do município de Juazeiro do Norte, Walberton Carneiro, as cidades de Crato e Barbalha devem adotar medidas semelhantes. "Com relação a bebidas alcoólicas, Juazeiro, Crato e Barbalha fizeram, em comum acordo, um texto único que está a partir de amanhã proibida a comercialização [de bebidas alcoólicas]”, afirmou.