Eduardo Girão (Foto: Reprodução/ Facebook)
O senador Eduardo Girão (Podemos) disse nesta quarta-feira (3.mar.2021) que o Supremo Tribunal Federal (STF) “precisa de um freio” e apresentou um pedido de impeachment do ministro do STF, Alexandre de Moraes, autor do mandado de prisão contra o deputado federal Daniel Silveira (PSL). Em sua justificativa, Girão afirmou que Moraes “invadiu a competência do Legislativo". 

“Não é correto o Supremo Tribunal Federal mandar mais uma vez um recado ao Legislativo, intimidando parlamentares, mandando prender com um inquérito ilegal [o das Fake News], em que a vítima é o STF, o julgador é o STF e quem investiga é o STF”, afirmou o senador.

Embora afirme que houve exageros por parte de Moraes, Girão reconhece que o deputado "errou, excedeu-se e ofendeu [os ministros dessa corte]". Girão defende que Silveira seja julgado na Comissão de Ética da Câmara, em vez de ser punido pelo STF. “A própria Procuradoria-Geral da República, outra instituição tradicional deste país, disse que está errada [a decisão do STF de prender o deputado]”, completou.