Monsenhor José Alves e Glêdson Bezerra (Foto: Divulgação)

Logo após o anúncio da morte do Monsenhor José Alves de Oliveira, na noite do domingo (10.jan.2021), políticos do Cariri lamentaram a notícia e prestaram homenagens ao sacerdote que faleceu de insuficiência respiratória aguda, aos 85 anos.

O prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra, decretou luto oficial de três dias. "Ele que foi, sem sombra de dúvidas, um dos maiores benfeitores da história da nossa cidade", escreveu Glêdson em uma rede social.

A Câmara de Vereadores de Juazeiro também lamentou o falecimento do Monsenhor José Alves. Assinada pelo presidente Darlan Lobo, a nota de pesar classifica o sacerdote como "baluarte da evangelização" e "ícone de dedicação e amor pela igreja".

O deputado estadual Nelinho Freitas (PSDB) é outro político que manifestou votos de pesar em razão da morte do Monsenhor José Alves. "Um importante sacerdote que deixa seu legado de fé e amor para todos. Uma perda irreparável para todos nós e nosso município", escreveu o parlamentar. 

Numa rede social, o deputado Davi Macedo (MDB) também prestou homenagem ao monsenhor. "Era muito amado por todos e fez muito para espalhar a palavra divina", escreveu.