O grupo de vereadores que pediu o afastamento da secretária de Saúde de Juazeiro do Norte, Francimones Rolim, agora quer a exoneração do secretário de Meio Ambiente e Serviços Públicos (Semasp), Diogo Machado.

O parentesco de Machado com um dos financiadores da campanha de Glêdson Bezerra, Gilmar Bender, é a principal justificativa do pedido assinado por 15 parlamentares e enviado ao executivo nesta semana. Bender é sogro de Machado e, em 2020, doou R$ 255 mil para a campanha de Glêdson.

"Essa nomeação será usada para fins de devolução dos favores e recursos financeiros oficiais e extraoficiais gastos na campanha do candidato Glêdson Bezerra, numa evidente nomeação ilícita, ferindo aos princípios da administração pública, como legalidade, moralidade e transparência", acusam os vereadores.