General Theophilo (Foto: Divulgação)
O candidato ao Governo do Ceará, General Theophilo (PSDB) disse ao jornal O POVO que “não houve ditadura no Brasil”, mas um "contra-golpe democrático" em 1964.

"Brasil precisava ainda de um regime de exceção, não é ditadura, não houve ditadura no Brasil", comentou o candidato.

Sobre torturas, prisões e censuras durante o regime militar, afirmou que os dois lados estavam em uma "guerra suja". "Uma guerra assimétrica, irregular, que hoje acontece no mundo inteiro", justifica Theophilo.