“Camilo foi incoerente”, dispara Carlos Macedo sobre aliança do governador com Eunício

Carlos Macedo - PPL (Foto: Luciano Cesário)
Candidato do PPL a deputado federal, o ex-prefeito de Aurora Carlos Macedo afirmou nesta sexta-feira (17) durante entrevista à rádio Padre Cícero que não “absorveu com facilidade” a aliança do governador Camilo Santana (PT) com o presidente do congresso nacional, Eunício Oliveira (MDB). 

“Eu acho meio esquisito que você se digladie com alguém em vários momentos, entre disputas acirradas com várias acusações dos dois lados, e de repente você apaga tudo do dia para a noite. O povo não absorve bem isso, e eu também não absorvo”, disse Macedo em referência aos conflitos protagonizados por Camilo e Eunício, que nas eleições de 2014 estiveram disputando o governo do estado em lados opostos.

Apesar de declarar apoio à reeleição de Camilo, o postulante à câmara federal classifica o governador como incoerente. “Camilo é adversário do Temer, e o Eunício é braço do Temer no Ceará, os dois são uma só coisa. Ele (Camilo) pode ter sido inteligente nessa aliança, mas foi incoerente. A política precisa de sinceridade, você tem que ter uma postura”, disparou Macedo.

Relação com Raimundão

Membros da Família Macedo, Carlos e Raimundão (ex-prefeito de Juazeiro) não mantém uma boa relação política em Aurora, cidade natal de ambos. “Hoje nós temos relações amistosas, mas politicamente temos uma beligerância (conflitos) de longa data”, afirmou Carlos, descartando uma dobradinha com Raimundão em Aurora. “Meu candidato a deputado estadual em Aurora será Guilherme Landim e é para ele que irei pedir votos”, afirmou.